segunda-feira, dezembro 08, 2008

Aquí nom se inventa nada

A reacçom costuma apresentar qualquer medida de avanço nos direitos sociais ou civís como extravagáncias, ocorrências da gente progre. O que parece claro, é que a história nom é lineal, que tem os seus ires e vires. Os seus avanços e os seus retrocessos.

Vai resultar que o das "vodas gais" nom é um invento dos nossos tempos. E vai resultar que a igreja nom sempre tivo a mesma postura. E se ficar algumha dúvida, olho a este artigo em vieiros.

Isto pode fazer bambolexar os esquemas de mais de um, ou?

2 Comments:

At 4:54 PM, Blogger Oscar de Lis said...

Infelizmente, duvido muito que faça bambolexar quaisquer esquemas de qualquer um. Antes bem, isso será considerado como mais uma ocorrência desses extravagantes historiadores que, para além de tudo, também andam a "revolver na merda" da repressão franquista na Galiza. As constatações, sejam do tipo que forem, não dão para mudar nada, a meu ver. São necessários esforços de pedagogia, e inserirmos essas provas sem rejeição possível em discursos políticos (e digo políticos, não partidários).

 
At 4:56 PM, Blogger Oscar de Lis said...

Favor, não entendam na minha expressão "revolver na merda" a minha concordância com ela. E apenas uma reprodução do pensamento de uma parte importante da população galega, com a que não concordo. Desculpem.

 

Postar um comentário

<< Home