domingo, abril 15, 2007

ressaca republicana

Ontem foi 14 de Abril, umha data que para mim tem duas connotaçons diferentes, mas, em certo modo relacionadas. O 14 de Abril, suponho que a maioria dos e das visitantes deste humilde blog saberám que é a data na que se conmemora a proclamaçom da II República espanhola. No 14 de Abril também fai anos a minha amiga Noemí, 34 primaveras tem já ( e nunca melhor dito). Naturalmente, este segundo dado já nem o tinham que saber os e as visitantes. A questom é que Noemí sempre apostilha, quando di a data do seu dia de anos, que ela nasceu no 14 de Abril "o dia da proclamaçom da República". Ontem combinou com um grupo de amigos que lhe felicitarom os anos ao som do Himno de Riego.
Ontem eram muitos os blogs que faziam votos por um sonho, o sonho de nos ver ceives do jugo monárquico, e certamente, ainda que para mim "republicano" é umha etiqueta um bocado delicada de assomir, o que nom poido negar é que, em Espanha ou fora dela, ser súbdito de um rei ou nom sê-lo, nom é o mesmo.
É bastante alarmante comprovar como no mundo, incluída a nossa civilizada e moderna Europa, som ainda muitos os estados que tenhem a monarquia como forma de governo, e mais alarmante ainda é ver como mesmo em estados com umha longa tradiçom republicana resurgem movimentos que reclamam a volta à monarquia.
Eu desde este blog sumo-me às vozes que dim que as monarquias devem desaparecer. Sim. Liberdade, Igualdade e Fraternidade. Entre todos os seres humanos.

7 Comments:

At 12:06 AM, Blogger moucho branco said...

que fermoso cumplir anos nun 14 de abril!... bueno, eu cumplo o 25 de outubro...

a república é algo tan simple que eu o vexo non tanto coma unha parte da miña ideoloxía senón coma un princípio elemental de civismo... coma non me canso de opinar a ninguén pode gustarlle ser súbdito.

 
At 12:19 AM, Anonymous Robert said...

Ola! si, creo que a República merécese un respecto por ser destruída sen ningún tipo de miramiento. Moitas persoas morreron na defensa dun goberno constitucional, moita destrución, moito odio, moita desesperanza, moita crueldade e barbarie.Por iso debemos respectar a todas esas persoas que fixeron o intento de crear un país moderno, culto, igualitario e europeo.

Robert

Saúdos ;0)

 
At 8:38 AM, Anonymous a randeeira said...

O que non vexa a incompatibilidade entre democracia e monarquía está cego ... e os que anda afirmando por aí que en España hai un rei republicano é parvo.

 
At 12:13 PM, Blogger tangaranho said...

Homem! Isso do rei republicano, merece comentário...um republicano conseqüente, aceitaria ser rei? Eu nom tenho dúvidas ao respeito, mas ao melhor alguém me pode iluminar neste tema e dar-me umha explicaçom que me faga ver umha lógica em tal afirmaçom que agora nom vejo.

 
At 1:20 PM, Anonymous a randeeira said...

por exemplo Zapatero aquí:

http://www.escolar.net/MT/archives/2005/04/el_rey_republic.html

 
At 4:41 PM, Blogger begira... said...

randeeira, vin o teu link e que se pode dicir?? que estamos moi tranquilos?? eu non podo estar moi tranquila ante un presidente de governo que se fai chamar socialista e di que un rei pode ser republicano. Imos ter que informarlle sobre a existencia dun galego chamado Pablo Iglesias que tiña unha opinión un pouco diferente. Supoño que entón nos diría que aqueles eran outros tempos. Tendo partidos de esquerda que toman o té co rei, quen necesita partidos de dereita?

ps. perdón polos erros en galego, estou en proceso de aprendizaxe

 
At 12:29 PM, Blogger Calécia said...

Caro:

Permita-me partilhar isto consigo! A internet é mesmo uma coisa fabulosa. Acabo de ler grandes artigos em Talian (língua italiana falada no sul do Brasil). E perguntei-me a mim mesmo "como vim aqui parar?". Comecei a ver as páginas que iam antecedendo a que eu lia e vim ter ao seu blogue!

Através das suas ligações para monarquia, dei por mim a ver umha lista de antigas monarquias europeias que agora som repúblicas. Assim cheguei à Àustria. Na Àustria fala-se alemão. Outra sua ligaçom apontava para movimentos monárquicos que surgem em mrepúblicas. E assim fui ter à página da biografia do primeiro-ministro búlgaro, ex-rei e da casa sxónica. E assim lembrei-me do alemám que em tempos - e por força da Áustria - teve grande implantaçom na Roménia e na Bulgária, havendo ainda hoje ilhas onde se fala esta língua. Dei então por mim a pesquisar sobre a língua alemá. Aí cheguei ao Riograndenser Hunsrückisch, língua alemá falada no Rio Grande do Sul. Daí a estar a ler sobre imigraçom italiana foi um passo. E entom acabei a pesquisar sobre Talian.

Pode parecer estranho para si, mas achei fascinante esta viagem que acabou (começou) por ser proporcionada por si.

Saudações

 

Postar um comentário

<< Home