quinta-feira, abril 05, 2007

Continuam as andanças literárias do tangaranho

Minhas donas, meus senhores...venho de receber um aviso do Ateneu Libertário de Vigo, segundo o qual um relato meu será incluído numha escolma realizada com vários textos participantes no I Certame de Relato Curto e Libertário. Um está bastante longe de ser anarquista, o que se passa é que também odeia os sectarismo e acredita no significado amplo das palavras e dos conceitos, além dos corsés impostos polas siglas. Libertário nom significa necessariamente anarquista, isto nom fai falta explicá-lo e, desde logo, a procura da liberdade para mim é umha constante necessária.
Por outra parte, venho de participar na inauguraçom da expocadáver, que organizou o imparável e incombustível Igor. Dizer que Ponferrada é um lugar ao que penso voltar, pola boa acolhida que alí tivemos. Por de pronto, umha pequena mostra de como foi a história.

7 Comments:

At 7:59 PM, Anonymous Alfredo Ferreiro said...

Pois eu xamais coñecín un libertario por estes lares que non fose anarquista. Ilústreme, Sr. Tangaranho, que ben pode ser que precise da súa axuda.

 
At 11:28 PM, Anonymous Robert said...

Ola! un blog moi interesante.Visitareiche de novo.
Saúdos

Robert

 
At 1:28 AM, Anonymous other2 said...

Pois supostamente,isto tudo aqui es mierda.

 
At 11:22 AM, Blogger tangaranho said...

Bom, a respeito do comentário do senhor Ferreiro, nom tenho absolutamente nengum interesse em polemizar sobre o termo libertário e o seu significado. Tampouco pretendo em nengum momento colocar-me a etiqueta de libertário. Simplesmente penso que o significado etimológico ("o que procura a liberdade")nom é privativo dos anarquistas...eu também quero a liberdade.

As minhas boas vindas ao Robert, e fica convidado a passar por aquí as vezes que quixer.

Lamento nom perceber o terceiro comentário.

 
At 2:48 PM, Blogger FraVernero said...

Vaia... felicidades, entón. Aledámonos do seu éxito, anque a min persoalmente me custa superar os meus prexuízos cara os libertarios...

 
At 5:37 PM, Blogger moucho branco said...

Iso do significado e da acepción de "libertario" lembroume un pouco ao artigo aquel de Rivas "o conservador país onde non existen os conservadores". Todos queremos conservar moitas cousas, pero non todos nos definiríamos como conservadores, igual aí pasa algo parecido.

Parabéns por eses éxitos poéticos.

 
At 4:44 PM, Blogger tangaranho said...

Pois mais ou menos vai-che por aí o conto...nom me interessa libertário como etiqueta política, nem muitíssimo menos

 

Postar um comentário

<< Home