quarta-feira, setembro 22, 2004

Em lembrança de Luísa Villalta e Xela Arias

Estas som as palavras que deixei no poema colectivo em homenagem a Xela e a Luísa. Desaparecerom do mundo físico, mas sempre nos atoparemos na travesia do verbo.




Na distáncia, entre a chúvia
O eco da tua imagem
A dor subindo polas paredes
A lembrança espreitando polas janelas
Ondas do mar, lamento.

3 Comments:

At 8:51 PM, Anonymous Anônimo said...

"...eco da tua imagem..." Lindo amigo, lindo mesmo...bjs
Debinha

 
At 10:23 PM, Blogger alberte momán said...

un bon xeito de levalas contigo

 
At 9:41 PM, Blogger velaquí as serpes do amor said...

moi fermosas palabras, Ramiro
na distancia
na lembranza

 

Postar um comentário

<< Home