quarta-feira, novembro 10, 2004

Lois Pereiro ganhou-lhe à África

Hoje quero dedicar-lhe o post à irrepetível Alízia. É umha autêntica devota de Lois Pereiro. Hoje estivem a dar umha vista de olhos aos autores galegos que tenho por casa e achei este poema deste maldito mas genial chairego, por certo que corunhês de adopçom.

É um poema magnífico. Beijinhos à minha caríssima Alízia, na que sempre achei umha amiga, umha protectora, umha conselheira, umha confidente. E desfruta do poema.

Amanhá prometo que sim, que postarei poesia africana. Hoje, quem quixer lêr poesia africana, pode visitar o site da Elvira, a minha outra deusa.


CAR CRASH (DA MORTE EN NEGATIVO)



Á sombra deste horror metalizado
Escribirás os diálogos da morte
Da cóxega homicida da memoria
No centro xeométrico do choque
Deixando a porta aberta a outras escenas
Na emulsión dos meus ollos que impresionan
Imaxes de accidentes e feridas

4 Comments:

At 3:28 PM, Blogger velaquí as serpes do amor said...

como din os Aduaneiros "mata os teus ídolos", mata as túas deusas...
beixos

 
At 4:33 PM, Blogger tangaranho said...

Será um prazer esnaquizar-te...beijinhos...

 
At 6:49 PM, Blogger No areal este corpo é de cebas said...

Moitas gracias :), si, encántame!

 
At 5:22 AM, Anonymous Anônimo said...

...please where can I buy a unicorn?

 

Postar um comentário

<< Home